O Ultraformer III possui a mais moderna tecnologia de ultrassom para rejuvenescimento facial e corporal.


A energia emitida pelo aparelho gera calor, que estimula a produção de colágeno, provocando firmeza na pele, bem como reduzindo a gordura localizada.
Ultraformer III é um procedimento não invasivo que atua nas diferentes camadas da pele, destruindo profundamente as células de gordura, até a fáscia muscular.

A tecnologia permite atingir um efeito “lifting” sem cirurgia (ou seja, levantando a pele), bem como possibilita combater a flacidez, as rugas e estimula a formação de colágeno.


AGENDE SEU ATENDIMENTO

 

 

1) Como é o mecanismo de ação do Ultraformer III?

O Ultraformer III possui 7 ponteiras, que atuam em profundidades diferentes da pele e do tecido adiposo. O aparelho produz energia em forma de calor, que pode atingir até 75.4 graus, provocando pontos de microcoagulação, retraindo a pele, reduzindo as gorduras localizadas e incentivando a produção de colágeno durante o processo de regeneração das áreas tratadas.


2) Quais as áreas podem ser tratadas?

O Ultraformer III pode ser utilizado na face e no corpo, de acordo com a indicação realizada após a avaliação do médico responsável.
Na face, o aparelho resulta em melhora no contorno facial, bem como produz um efeito “lifting”, tratando não só a flacidez das pálpebras e bolsas de gordura, como também testa, região malar, sulco nasogeniano, submento (papada) e pescoço, bem como pode propiciar a elevação das sobrancelhas e, ainda, reduzir rugas faciais finas.
No Corpo, o aparelho proporciona redução de flacidez e gorduras localizada, podendo ser aplicado em diversas áreas tais como braços, axilas, interno de coxa, culote, joelho, glúteo, abdômen, umbigo ”triste”, flancos e costas.


3) Qual é o preparo necessário? O Tratamento causa dor?

O procedimento não requer preparo, mas é indicado que a paciente chegue na clínica 30 minutos antes para aplicação de anestésico no local a ser tratado.
O aparelho é um ultrassom que emite calor e poderá causar sensibilidade dolorosa como choques leves, geralmente bem tolerada. O médico responsável pode indicar o uso de analgésico oral antes do procedimento. O tempo do procedimento pode variar de 40 minutos a 1h30 min, a depender da extensão das áreas a serem tratadas.


4) Quantas sessões são necessárias?

O médico responsável irá avaliar cada caso e indicar o tratamento considerando as particularidades do paciente, incluindo sua idade e a região a ser tratada. Na face, geralmente são indicadas de 1 a 2 sessões, com 30 dias de intervalos entre elas. A região corporal geralmente requer de 1 a 3 sessões. Recomenda-se a realização de sessões periódicas para a manutenção do tratamento e seus resultados, as quais geralmente são anuais para pacientes com até 40 anos de idade e semestrais para pacientes com idade superior a 40 anos.


5) Quais as contraindicações?

O procedimento não é indicado para gestantes, pacientes com doenças autoimune e com feridas na região a ser tratada. Indica-se suspender anticoagulantes. Os pacientes que possuem fios de sustentação na face precisam ser submetidos à avaliação médica antes da realização do procedimento. Pacientes com flacidez avançada ou gordura localizada em excesso poderão ter indicação de tratamento cirúrgico.


6) Qual período de recuperação? E o tempo para o resultado?

Por ser um procedimento não invasivo, que não causa lesão à pele, não é necessário afastamento do trabalho. A produção de colágeno é lenta e progressiva, devendo-se aguardar no mínimo 3 meses para surgimento dos resultados, sendo que em alguns casos o resultado final pode ser observado após 6-12 meses. Ressalta-se que fatores individuais podem interferir no resultado, tais como número de sessões, idade, qualidade da pele e a área a ser tratada.


7) Quais são os riscos?

O Ultraformer III é considerado um tratamento seguro, porém os efeitos térmicos poderão causar hematomas, desvio de rima do sorriso e alteração temporária de sensibilidade da pele. Procure sempre um médico de sua confiança.


8) Qual a durabilidade do tratamento?

Não há um período específico de durabilidade dos resultados. Ressalta-se que o processo de envelhecimento é contínuo e provoca a redução gradual do colágeno na pele, dessa forma é aconselhável estimular periodicamente a produção de colágeno para a manutenção do tônus, bem como da qualidade da pele.