Hiperidrose (Tratamento do Suor Excessivo com Toxina BotulÍnica)

A transpiração excessiva é conhecida por uma disfunção chamada de hiperidrose. O suor excessivo pode ocorrer em todo corpo e principalmente nas regiões palmar (palma das mãos), plantar (pés), axilar, inframamária, inguinal ou craniofacial. A patologia pode que causar desconforto, constrangimento social, transtornos de relacionamento e psicológicos no portador, que frequentemente se isola socialmente e adquire hábitos procurando esconder o seu problema.

Acredita-se que a maioria dos casos de produção excessiva de suor seja por predisposição genética. Estímulos emocionais e um desequilíbrio dos centros reguladores de temperatura corporal também podem ser a causa da hiperidrose.

Indivíduos que sofrem com o suor excessivo costumam suar até cinco vezes mais do que o normal, atrapalhando suas atividades diárias.

 A opção não cirúrgica para a hiperidrose e a aplicação de uma substância chamada de toxina botulínica. Ela paralisa a hiperatividade das glândulas de suor bloqueando o estímulo enviado as glândulas sudoríparas, que voltam a produzir a quantidade normal de suor.

Recomendações após a aplicação de toxina botulínica:
- Evitar exposição ao sol;
- Não deitar-se por 4 horas;
- Não realizar atividades físicas no dia da aplicação
- Não massagear a área tratada.