Rinoplastia (Cirurgia do Nariz)

O nariz ocupa lugar de destaque na harmonização das estruturas faciais. Cabe a ele importante papel na respiração e olfato. A rinoplastia é, portanto, um procedimento cirúrgico que pode envolver estética e também a função nasal (como por exemplo, a correção de desvios de septo e hipertrofia de cornetos).

É possível reduzir ou aumentar o tamanho do nariz, alterar a forma da ponta e do dorso, corrigir sequelas de traumatismos, melhorar a função respiratória, diminuir o tamanho das narinas, melhorar a relação entre o nariz e o lábio superior e melhorar a forma de um nariz já operado previamente. O objetivo da rinoplastia moderna é a obtenção de um nariz bonito e funcional, que se adapte à face e à origem étnica do paciente.

Atualmente, há diversas técnicas desenvolvidas para adequar o formato do nariz às características individuais da face de cada paciente. A cirurgia pode ser realizada por via endonasal, apresentando incisões dentro do nariz ou através de uma pequena incisão na região central da columela (estrutura de sustentação da ponta entre as duas narinas).

O objetivo da cirurgia deve ser a harmonia facial, uma vez que o nariz está no centro da face e é uma importante unidade estética. A cirurgia do nariz (Rinoplastia) pode ser realizada a partir dos 16/17 anos de idade, dependendo do desenvolvimento das estruturas faciais e das alterações apresentadas.

É muito comum pacientes que recorrem à rinoplastia manifestar o interesse de que o novo contorno do nariz seja semelhante ao de uma atriz ou ator famoso, reflexo da influência da mídia na padronização da beleza. No entanto, o cirurgião plástico deverá buscar o desenho que seja mais harmônico com os traços da face de cada paciente para que haja equilíbrio estético.

O resultado definitivo da rinoplastia será alcançado a partir do sexto mês pós-operatório, mas logo nos primeiros meses já é possível notar o novo formato dado ao nariz.

Contraindicações: A cirurgia não poderá ser realizada se o paciente estiver com suspeita de gripe, mal estar ou algum tipo de infecção; faça uso de algum tipo de anticoagulante como ácido acetilsalicílico (AAS), que deverá ser suspenso pelo menos 7-10 dias antes da cirurgia. Se for fumante, cortar o consumo de cigarros duas semanas antes da cirurgia e duas semanas após; não ingerir bebida alcoólica próximo à data da cirurgia.

Complicações: Ruptura de pequenos vasos no nariz; assimetria do nariz; cicatrizes desfavoráveis; sangramento (hematoma); infecção; riscos anestésicos; má cicatrização; dormência ou demais alterações de sensibilidade na pele; despigmentação da pele e/ou inchaço prolongado; podem ocorrer alterações na via aérea nasal após a rinoplastia e a septoplastia, podendo interferir na passagem normal de ar pelo nariz.  Perfuração do septo nasal (um orifício no septo nasal) pode ocorrer, no entanto, não é comum e tratamento cirúrgico adicional pode ser necessário para reparar o septo. Em alguns casos, pode ser impossível corrigir esta complicação; dor, que pode perdurar; complicações cardíacas e pulmonares; fios de suturas podem espontaneamente emergir na pele, tornando-se visíveis ou produzir irritação que exijam sua remoção; possibilidade de novo procedimento cirúrgico.


Pós Operatório: O paciente poderá realizar a maior parte de suas atividades cotidianas. Edema (inchaço) e equimoses (roxos) são relativamente comuns e tendem a melhorar no período de uma a duas semanas. O aspecto final da cirurgia geralmente é obtido em um período de 6 meses a 1 ano.


Anestesia: Nas cirurgias de nariz as modalidades anestésicas mais utilizadas são a anestesia local e sedação ou a anestesia geral.


Duração da cirurgia: entre uma e três horas.

Tempo de internação: entre 12 e 24 horas.