Mamoplastia Redutora (DiminuiÇÃo das Mamas)

A mamoplastia redutora remove o excesso de gordura, de tecido glandular e de pele para atingir um tamanho de mama proporcional com o seu corpo e aliviar o desconforto associado com seios muito grandes.

Seios excessivamente grandes podem causar, em algumas mulheres, problemas emocionais e de saúde. O peso do tecido mamário em excesso pode prejudicar sua capacidade de levar uma vida ativa. O desconforto emocional, associado a seios grandes e caídos, é um problema para muitas mulheres.

Embora grande parte das mulheres deseje seios grandes, muitas delas sofrem pelo fato de suas mamas serem desproporcionais ao seu porte físico. A hipertrofia mamária faz com que as pacientes sofram de frequentes dores na coluna, prejudicando a postura, causando pressão nos ombros devido à alça do sutiã e dificuldade de executar tarefas simples, como vestir-se ou até praticar esportes.

A mamoplastia redutora, portanto, não possui apenas um caráter estético, como também funcional, estando diretamente ligada à qualidade de vida da mulher.

A cirurgia pode ser realizada a partir dos 18 anos, na maioria das situações, pois, por volta desta idade, os seios já atingiram seu desenvolvimento máximo. Além disso, os constrangimentos em função da aparência podem se tornar distúrbios de personalidade e dificuldades de adaptação na vida social.

A cirurgia não é indicada a mulheres que pretendam engravidar, pois no período da amamentação os seios aumentam de volume, apresentando posteriormente certa flacidez.
As cicatrizes da mamoplastia redutora são estrategicamente disfarçadas, variando de acordo com o tipo de mama e a quantidade de tecido a ser retirado. O corte pode ser feito em T, L, I ou periareolar, sendo que a mais comum é em “T” invertido.
É importante salientar que:

• A cirurgia de redução de mama pode interferir com alguns procedimentos diagnósticos.
• Piercing na mama e no mamilo pode causar infecção,
• Sua capacidade de amamentar após a mamoplastia redutora pode ser prejudicada; sendo assim, converse com o seu médico se estiver planejando ter filhos,
• O procedimento de redução de mama pode ser realizado em qualquer idade, mas apresenta melhor resultado quando os seios estão totalmente desenvolvidos,
• Mudanças nos seios, durante a gravidez, podem alterar os resultados da cirurgia, assim como oscilações significativas de peso.

Complicações: Se as orientações médicas forem seguidas à risca pela paciente, é muito difícil ocorrer algum tipo de complicação. Mas, em alguns casos podem surgir hematomas, infecções, abertura de pontos e quelóide (conforme predisposição da paciente).
Contraindicações: A cirurgia não poderá ser realizada se o paciente estiver com suspeita de gripe, mal estar ou algum tipo de infecção; faça uso de algum tipo de anticoagulante como ácido acetilsalicílico (AAS) que deverá ser suspenso pelo menos 7-10 dias antes da cirurgia. Se for fumante, cortar o consumo de cigarros duas semanas antes da cirurgia e duas semanas após; não ingerir bebida alcoólica próximo à data da cirurgia.
Idade recomendada: a partir dos 18 anos.
Anestesia: local com sedação ou geral.
Duração da cirurgia: entre duas e cinco horas.
Tempo de internação: 12 a 24 horas.
Pré-operatório: realização de exames laboratoriais e suspensão do uso de medicamentos como, por exemplo, anticoagulantes.
Pós-operatório: Dores na fase inicial do pós-operatório são comuns e podem ser contornadas com o uso de analgésico. A paciente deve evitar movimentos bruscos e excessivos com os braços. Além disso, é recomendado que dispusesse da ajuda de alguém para tomar banho. Deve ainda evitar esforço físico nas primeiras semanas e retomar a prática esportiva somente depois do terceiro mês. O uso de sutiã cirúrgico por dois meses é obrigatório, além da troca periódica dos curativos pós-operatórios.

Tempo de recuperação: 7 a 14 dias.